Ir para o Topo

11 de outubro de 2019

Campanhas da Fundación Mapfre visam à segurança viária e à qualidade de vida

A Semana Nacional do Trânsito, realizada em setembro, deu visibilidade a várias campanhas de prevenção de acidentes viários, entre as quais a Objetivo Zero, que em três anos já impactou mais de 2 milhões de pessoas no Brasil, e é uma entre várias iniciativas de responsabilidade social mantidas pela Fundación Mapfre.

A cada hora, uma pessoa morre em acidentes de trânsito no país. Em 10 anos, foram pagas mais de 485 mil indenizações por morte no trânsito no país, segundo dados do Relatório Estatístico Especial Semana Nacional do Trânsito, da seguradora que administra o DPVAT, o seguro obrigatório que é pago com o licenciamento dos veículos. Nesse mesmo período, a guerra na Síria matou mais de 360 mil pessoas. Do total de vítimas da violência no trânsito na última década, 55% são motoristas, 28%, pedestres e 17%, passageiros.

De acordo com o estudo, de 2009 a 2018, houve uma queda de 50% nas mortes causadas por automóveis, mas um aumento de 12% nas que envolvem motocicletas – categoria com maior índice de morte de motoristas (75%). As indenizações por morte de pedestres envolvendo ônibus, micro-ônibus e vans corresponderam a 70%.

Com o intuito de reduzir o número de vítimas fatais em decorrência de acidentes no trânsito e de colaborar com o programa da Organização das Nações Unidas (ONU) que desde 2011 mobiliza governos de todo o mundo a adotar medidas para cortar, em dez anos, o número de mortes em acidentes viários, a Fundación Mapfre criou a campanha Objetivo Zero. Desde 2016, o braço social da seguradora Mapfre promove ações de prevenção e conscientização de pedestres e motoristas durante o mês de setembro.

A iniciativa, que ocorre em diversos países e tem o desafio de reduzir a zero o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito, impactou mais de 2 milhões de pessoas somente na semana em que se comemorou Semana Nacional do Trânsito (de 18 a 25 de setembro).

“A diminuição do número de mortes no trânsito nas capitais brasileiras entre 2012 e 2018 é uma boa notícia, mas ainda está longe de ser comemorada”, diz Fernando Pérez-Serrabona, CEO da Mapfre no Brasil. “Ainda vemos muita imprudência em nossas ruas e rodovias, por isso mantemos nosso compromisso com a educação e a prevenção no trânsito”.

Para contribuir para a formação de adultos mais conscientes e transformadores, a Fundación Mapfre mantém outros programas voltados à segurança viária, que atingem, especificamente, o público infanto-juvenil. Focado na capacitação de educadores que desenvolvem trabalhos escolares em sala de aula com alunos de ensino fundamental e médio, o Educação Viária é Vital incentiva os alunos, por meio de pesquisa sobre as condições da circulação viária de suas próprias escolas e das comunidades próximas, a implementar ações que tornem a circulação mais segura e eficiente.

Em 2016, o programa ganhou uma plataforma de ensino a distância, que incentiva discussões sobre o tema em sala de aula, promovendo o intercâmbio de conhecimento e experiências entre os educadores participantes e a equipe pedagógica da fundação. Em 2018, a iniciativa formou 2.264 educadores e beneficiou 45.206 estudantes de 684 escolas em 35 cidades de 6 Estados brasileiros.

Criado em 2007 e direcionado a crianças de 5 a 9 anos, o programa Na Pista Certa introduz o conceito de educação viária na infância. Os pequenos participam de experiências lúdicas e pedagógicas realizadas em um espaço cenográfico de 600 m² com estrutura modular e itinerante. Nessas atividades, as crianças aprendem brincando a importância da sinalização viária, das regras de convivência e de valores como solidariedade, respeito, inclusão e gentileza para a segurança e integridade de todos que fazem parte da sociedade.

 Educação Viária é Vital: voltado para o público infanto-juvenil com o objetivo de prevenir acidentes de trânsito

Essa três iniciativas integram o programa global de Educação Viária Infantil, que é desenvolvido em mais de 20 países da Europa, Américas e Ásia. Cerca de 2,8 milhões de crianças já participaram das oficinas, caravanas e parques de prevenção e educação viária da entidade nos últimos 10 anos. Apenas nos últimos cinco anos, foram formados no tema de prevenção de acidentes infantis, mais de mil profissionais de educação.

Pilares estratégicos

Criada há mais de 40 anos e com presença em 33 países, a Fundación Mapfre é uma instituição sem fins lucrativos reconhecida mundialmente pelo seu comprometimento com o bem-estar das pessoas e o progresso social. Sua contribuição à sociedade se dá por meio de programas e atividades multinacionais e está focada em cinco áreas: Ação Social, Cultura, Promoção de Saúde, Prevenção e Segurança Viária e Seguro e Previdência Social.

Para que o conjunto de iniciativas beneficie um número cada vez maior de pessoas, a Fundación faz parceria com entidades públicas e privadas, ONGs, museus, fundações e associações, criando atividades voltadas para:

No período de férias escolares, a entidade coloca na rua sua campanha de Prevenção de Afogamentos, criada para informar e sensibilizar a sociedade sobre a importância da adoção de comportamentos seguros em ambientes aquáticos como praias, piscinas, represas e cachoeiras. A Fundación também se dedica a prevenir acidentes domésticos. Com a campanha educativa Prevenção de Incêndio, ela se propõe a conscientizar crianças, jovens, adultos e idosos sobre os riscos de acidentes domésticos relacionados a incêndios. A campanha é realizada durante a semana de prevenção de incêndio em vários países, sempre em parceria com o Corpo de Bombeiros local. Essa iniciativa já chegou a mais de 1,5 milhão de pessoas.

Semana de Prevenção de Incêndio: conscientização de crianças que acontece em vários países

Com o programa Viver com Saúde, estudantes de 6 a 9 anos de idade aprendem, de forma lúdica, a importância de manter hábitos saudáveis e da prática regular de atividades físicas. Parte do programa se dedica à capacitação de professores, de modo que eles possam replicar o conhecimento adquirido para seus alunos, amigos e familiares. As atividades são desenvolvidas em parceria com instituições públicas e privadas e, desde 2009, mais de 800 mil pessoas em todo o mundo já receberam treinamento sobre nutrição e hábitos de vida saudáveis.

As atividades da Fundación Mapfre desenvolvidas no Brasil seguem as diretrizes internacionais estabelecidas pela Espanha e são adaptadas para atender à realidade das demandas socioeconômicas do país. Juntamente com outras organizações – públicas, privadas e do terceiro setor -, a entidade realiza programas de educação financeira, inclusão social, inclusão profissional, cuidados com a saúde e difusão cultural.

Um desses projetos é o Mulheres pelo Coração, que chama a atenção para os fatores de risco de doenças cardiovasculares, a principal causa de morte no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais pessoas morrem anualmente por essas enfermidades do que por qualquer outra causa, e as mulheres são as principais vítimas. A maioria das doenças cardiovasculares pode ser prevenida por meio da abordagem de fatores comportamentais de risco, como tabagismo, obesidade, sedentarismo, dietas não saudáveis e uso abusivo de bebidas alcóolicas. OMulheres pelo Coração conscientiza o público feminino sobre esses fatores de risco e sobre a importância do diagnóstico precoce e da adoção de hábitos de vida e alimentares mais saudáveis. O projeto beneficiou, desde 2014, mais de 120 mil pessoas no mundo, sendo 22 mil delas no Brasil.

No âmbito social, a fundação aposta em projetos de educação integral, principalmente de crianças e adolescentes em situação de alto risco e vulnerabilidade e exclusão social. Os mais de 830 programas mantidos pela entidade, em cooperação internacional, já alimentaram cerca de 550 mil crianças e deram acesso à educação básica de qualidade a 5 milhões de jovens em 23 países. Quatorze desses programas são aplicados no Brasil:

Os programas Crê-Ser e PPT, em parceria com a Ação Comunitária, foram criados para promover o fortalecimento de projetos de vida entre crianças e adolescentes. Voltado para jovens de 15 a 21 anos, o PPT (Preparação para o Trabalho) se apoia em três eixos de atividade: autogestão, cultural e trabalho. Já o programa socioeducativo Crê-Ser trabalha a formação continuada de educadores sociais e gestores interessados em atuar com crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos. Tem por objetivo fortalecer projetos de vida por meio do desenvolvimento integral. O Ação Comunitária beneficia 894 pessoas.

Em cooperação como a Liga Solidária, o programa Crianças e Adolescentes atende em regime de contraturno a 500 estudantes entre 6 e 14 anos em situação de risco e vulnerabilidade social, com atividades como rodas de conversa, oficinas culturais, formação de leitores, culinária, dança, teatro, música, esportes, artes, informática e robótica.

A Fundación mantém parceria com o Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN) no desenvolvimento de um programa que oferece a 1.600 crianças de 0 a 6 anos assistência em saúde, educação, nutrição e acompanhamento das famílias em situação de risco. O CREN é uma organização não governamental reconhecida internacionalmente por sua contribuição para a erradicação da desnutrição infantil. Trata-se de um centro de referência na área de educação nutricional e no tratamento de distúrbios nutricionais primários (subnutrição e obesidade). Além da assistência, a ONG desenvolve pesquisa de ponta e já capacitou 33 mil profissionais, beneficiando 3,5 milhões de pessoas indiretamente.

Em conjunto com a ONGAldeias Infantis SOS, a Fundación Mapfre desenvolveu o Projeto Sonhar – Preparando Vidas, cujo objetivo é empoderar e desenvolver 500 adolescentes e jovens, com idades entre 15 e 22 anos, de baixa renda e em situação de risco, por meio de ações integradas que estimulam a autonomia e qualificam esse público para o mercado de trabalho.

Desenvolvida em parceria com a ONG Movimento Pró-Criança, a iniciativa Direitos Promovidos Crianças, Adolescentes e Jovens com Qualidade de Vida visa a assegurar o acesso à alimentação equilibrada e segura, possibilitando aos 2.000 jovens beneficiados mudanças na ingestão alimentar e proporcionando uma maior conscientização sobre saúde e educação.

O programa Crescer para Ser – Educação, Cidadania e Cultura, realizado em cooperação com a Fundação Fé e Alegria, estimula a reinserção e permanência de 947 crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos no sistema educacional, no mercado de trabalho, no convívio solidário com respeito mútuo e em expressões e manifestações artístico-culturais e desportivas. O projeto utiliza, para isso, oficinas de cidadania e valores, aulas de rádio, informática, teatro, dança, música, maracatu, karatê e capoeira, encontros de formação com as famílias, orientação nutricional, alimentação e serviço de acolhida e escuta. O projeto abrange os Estados da Amazônia, Bahia, Ceará, Minas Gerais , Santa Catarina e São Paulo.

O projeto Comunidade em Movimento, em parceria com a Fundação Julita, tem como foco a qualificação profissional de jovens para o esporte. A iniciativa leva atividades esportivas para 1.630 pessoas da comunidade, entre crianças, jovens e idosos. Essas atividades são realizadas por colaboradores/educandos da organização, que participam dos projetos de qualificação profissional ofertados no local.

Escola Jatobazinho em Acaia, no Pantanal: sem acesso a serviços públicos básicos

A Fundación Mapfre e o Instituto Acaia transformaram a Escola Jatobazinho em ponto focal de Acaia, uma localidade no Pantanal isolada geograficamente por enchentes periódicas e sem acesso a serviços públicos essenciais, como educação e saúde. Ali, além da educação escolar formal, a parceria mantém ações nas áreas de saúde, nutrição e cultura voltadas para 60 crianças das comunidades ribeirinhas.

O projeto Escola de Liderança para Meninas, em parceria com a Plan Internacional, tem como objetivo empoderar 60 paulistanas, com idades entre 14 e 18 anos e que vivem em situação de vulnerabilidade, para a prevenção das violências baseadas em gênero, por meio do desenvolvimento de habilidades para a vida, conhecimentos sobre seus direitos e participação cidadã como líderes para a mudança.

Cerca de 1.500 moradores da comunidade Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, são beneficiadas pelo projeto Einstein-Mapfre na Comunidade, que desenvolve atividades socioeducativas com o objetivo de resgatar a cidadania, promover a saúde e melhorar a qualidade de via do público-alvo do programa.

O programa FutbolNet, mantido em cooperação internacional, mexe com uma das paixões do brasileiro, ao mesmo tempo em que promove a socialização, a educação efetiva e a adoção de hábitos saudáveis. Realizado em parceria com a Fundación Futbol Club Barcelona, ele beneficia 3.100 crianças e adolescentes no Brasil, por meio de atividades socioesportivas em comunidades com altos índices de vulnerabilidade e violência urbana no Rio de Janeiro (Complexo da Maré) e São Paulo (Suzano).  O programa usa o futebol para criar situações e dinâmicas que permitam aos alunos integrar novos valores naturalmente.

Elaborado em conjunto com a Fundación Real Madrid, os projetos Escola Socioesportiva pela Paz e Escola Socioesportiva FRM São Paulo beneficiam 440 jovens de comunidades carentes e em situação de vulnerabilidade nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo. As atividades do projeto, voltadas para o desenvolvimento físico, cognitivo e psicológico, têm a finalidade de promover a integração de meninos e meninas, transmitir valores, fomentar a adoção de hábitos de vida saudáveis e a melhora do rendimento escolar.

Trabalho voluntário tem papel fundamental para a manutenção dos programas da Fundación Mapfre

Voluntariado

O trabalho voluntário é fundamental para a Fundación Mapfre. Sem ele, muitas das atividades desenvolvidas pela entidade no mundo não poderiam ser realizadas nem serem tão abrangentes. Em 2018, 8.618 voluntários, de 28 países, participaram de 1.621 atividades relacionadas à Saúde, Educação, Nutrição, Meio Ambiente, Ajuda em Emergência e Ações solidárias. “Cuidamos dos que sofrem em condições de pobreza, dos desabrigados, de crianças que vivem em um lar e que recebem apenas uma refeição por dia, de adolescentes com câncer, de idosos… Queríamos estar onde percebíamos que nossa presença é necessária”, finaliza Antonio Huertas, presidente da Fundación Mapfre.

Leia também

5 de novembro de 2019

Projeto da Fiat Chrysler, em Betim, dá nova perspectiva de futuro a jovens em situação de vulnerabilidade social

Criado para  estabelecer um diálogo com a comunidade do entorno da fábrica da Fiat no bairro do Jardim Teresópolis, em Betim, o Árvore da Vida vem transformando o futuro de crianças e adolescentes por meio de oficinas socioeducativas e de formação pessoal. O projeto diminuiu a evasão escolar, aumentou a renda familiar dos participantes e […]

21 de outubro de 2019

L’Oréal usa a beleza para promover a inclusão social e profissional no Brasil

Programa de sustentabilidade da gigante francesa dos cosméticos e perfumaria inclui projetos de prevenção ao câncer de pele, inclusão profissional, proteção ambiental e de incentivo à pesquisa científica. A empresa, presente no Brasil desde 1939, é dona das marcas Lancôme, La Roche-Posay, Kérastase, Colorama e Garnier. No final do mês passado, a Fundação La Roche-Posay […]

11 de outubro de 2019

Campanhas da Fundación Mapfre visam à segurança viária e à qualidade de vida

A Semana Nacional do Trânsito, realizada em setembro, deu visibilidade a várias campanhas de prevenção de acidentes viários, entre as quais a Objetivo Zero, que em três anos já impactou mais de 2 milhões de pessoas no Brasil, e é uma entre várias iniciativas de responsabilidade social mantidas pela Fundación Mapfre. A cada hora, uma […]

© Revista Nós - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de textos e imagens sem prévia autorização.