Ir para o Topo

10 de janeiro de 2018

Na Coca Cola todo descartável vai e volta

A The Coca-Cola Company quer recolher, até o ano de 2030, em todos os países onde atua, o equivalente a 100% das embalagens que coloca no mercado. No Brasil, para cumprir a meta, a empresa vai gastar R$ 1,2 bilhão em ações de design, coleta, parceria com cooperativas de reciclagem e programas de engajamento do consumidor. Em três anos, a subsidiária brasileira quer dar destinação sustentável para 66% das suas embalagens.

Atualmente, a Coca-Cola Brasil já garante a destinação correta para 51% das embalagens produzidas, percentual que, há dois anos era de 36%.

O avanço se deu graças ao aumento de participação dos retornáveis no mix de produtos, no uso de resina reciclada para a confecção de novas garrafas (bottle to bottle) e no apoio a mais de 200 cooperativas de reciclagem em todo o País.

Até 2020, a empresa quer dobrar a participação de retornáveis no portfólio, chegando a 30%. Desde 2008, a Coca-Cola Brasil investe continuamente na capacitação de cooperativas de reciclagem e em iniciativas de inclusão dos catadores.

© Revista Nós - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de textos e imagens sem prévia autorização.